Hoje vou comentar sobre alguns assuntos relacionados a filosofia. Terminei mais um capítulo do livro O mundo de Sofia.
Estou no capítulo de Spinoza que diz: Deus não é um manipulador de fantoches.
E isso é verídico.
Ainda não me aprofundei no capítulo, mas antes dele, estava vendo " O Barroco", pensamento dos racionalistas, materialistas, sobre Descartes e Spinoza.
Estou falando do Século XVII, uma época cheia de contrastes, e harmônicas do Renascimento.
O período barroco entra em contrastes, pois no século XVII, porque de um lado a Europa estava sofrendo pelas Guerras dos trinta anos, a pior de todas as guerras, que devastou quase toda a Europa. E a Alemanha foi a que sofreu as maiores consequências danosas, foi a única culpada pelas guerras e teve que pagar indenizações.
Entre esse mesmo período, surge o teatro moderno, que refletia a própria vida.
W.shakespeare viveu no período barroco, e escreveu importantes peças.

"O mundo é um palco, e homens e mulheres, não mais que meros atores. Entram e saem de cena e durante a vida não fazem mais do que desempenhar alguns papéis."

O período Barroco foi então o renascimento de novas tecnologias e modernidade.

E enfim eu termino mais um dos 36 capítulos do livro O Mundo de Sofia.
Que significa em um todo " O mundo da Filosofia" Sofia é simplesmente o nome dado que conta a história de Sofia Amundsen. Sofia significa conhecimento. E é isso o que o livro passa para quem gosta de Filosofia.

Agora deixa eu ir porque eu estou realmente atrasada, tenho que me arrumar e sair. 10:53hs -am.

Fim.